Para compreender melhor a história da Igreja Evangélica, você precisa saber um pouco sobre a origem do protestantismo.

Esses fatos são fundamentais para conhecer como a palavra do Senhor alcançaram tantos fiéis ao redor do mundo.

Continue acompanhando essa leitura e conheça a origem do que conhecemos hoje como a Igreja Evangélica.

Igreja Evangélica: Sua origem e expansão

A revolução protestante de 1517 aconteceu pelo combate dos erros da Igreja Católica, segundo os seus seguidores.

Nessa revolução estavam os luteranos, batistas, pentecostais, adventistas, entre outros.

A partir daí, o evangelicalismo surgiu dentro desse movimento protestantismo, que teve como origem no século XVIII.

Onde o termo “protestante” é mais utilizado atualmente como “evangélico” já que o termo foi utilizado por Martin Lutero.

Este que, por sua vez, foi um padre alemão inconformado com algumas práticas católicas, se tornou um dos principais idealizadores das igrejas protestantes ou evangélicas.

Antes de Martinho Lutero, outros nomes no interior já questionavam a própria.

Mas, o movimento protestante se tornou popular por conta da adesão das pessoas com as ideias e ações de Lutero, além da possibilidade de se livrar dos inúmeros impostos cobrados pelas igrejas.

Lutero começou a realizar pregações a partir de 1514 e passou a ter contato com muitos fiéis.

Com isso, mais pessoas aderiram às suas pregações e questionaram o método do catolicismo.

Se no Catolicismo Romano há uma relação com o Estado, as igrejas evangélicas são autônomas e sem vínculo com o governo, existem organizações internacionais que ajudam a promover a comunhão das diferentes igrejas evangélicas.

Isso acontece porque as igrejas evangélicas variam de acordo com a denominação que seguem.

Algumas denominações são feitas com uma hierarquia onde há os bispos sobre presbíteros e diáconos, essas denominações acontecem nas igrejas luteranas, anglicanas e metodistas.

Já outras denominações são não-hierárquicas, ou seja, apenas contém um único tipo de liderança que é composta por presbíteros (indistintos de bispos ou pastores) e diáconos como no caso das igrejas reformadas, presbiterianas, congregacionais e batistas.

igreja

Como as igrejas surgiram no Brasil?

No Brasil, as igrejas evangélicas surgiram em 1879, fundadas pelo brasileiro doutor Miguel Vieira Ferreira, um matemático e engenheiro, desde o seu surgimento, existem várias denominações no país, que são:

  • Assembléia de Deus: é a maior das igrejas pentecostais brasileiras. Surgiu em Belém (PA) em 1910, sob a influência de dois missionários suecos. Acredita no poder supremo do Espírito Santo e prega com ênfase o Evangelho cristão. Durante os cultos, fiéis oram e cantam em voz alta dentro dos templos
  • Congregação Cristã no Brasil: foi fundada também em 1910 por Luigi Francescon, um protestante italiano. No início, teve adesão dos imigrantes italianos do país, mas teve sua expansão em 1930 Centraliza suas crenças nas virtudes do Espírito Santo, sem dar valor a outras virtudes consagradas pelo cristianismo, como Maria ou os santos. Um de seus rituais mais conhecidos é o batismo em água corrente
  • Igrejas do Evangelho Quadrangular: fundada em 1918 por dois missionários que se instalaram na cidade de Poços de Caldas (MG) e depois seguiram para São João da Boa Vista (SP). Enfatiza o dom da cura pelo Espírito Santo e a palavra de Deus contida na Bíblia, além de acreditar no retorno de Jesus Cristo à Terra
  • Igrejas Pentecostais “O Brasil para Cristo”: foi fundada por um ex-trabalhador da construção civil em 1955. Ele chegou a ser pastor da Assembléia de Deus e do Evangelho Quadrangular antes de se autoproclamar missionário. Nessas igrejas, os cultos são marcados por orações espontâneas e pelo testemunho dos fiéis, que também podem pregar
  • Igrejas Pentecostais Deus é Amor: foi criada a partir de uma mensagem divina que seu fundador, o missionário David Miranda, afirma ter recebido em 1962. Sua pregação é semelhante às pentecostais tradicionais no conservadorismo no campo dos costumes e nos rituais mais exaltados.

As Igrejas Evangélicas existem no mundo todo, com o Brasil sendo o maior país pentecostal do mundo, seguido pelos Estados Unidos e em terceiro lugar, a Nigéria.

Assim, nota-se que a revolução de antes tem resultados que refletem até hoje nos seus seguidores.

Independente de qual denominação o fiel fizer a sua escolha para seguir, o mais importante é manter a fé nas crenças e pregar o evangelho que será adotado.

Visto que são diferentes denominações, mas que nasceram a partir do mesmo propósito inicialmente, além de que, o mais importante, é ter a sua fé acima de tudo.

Essa é a origem da Igreja Evangélica e como ela se expandiu ao redor do mundo!

Continue no nosso blog para acessar mais conteúdos evangélicos!